terça-feira, 25 de agosto de 2009

Canção do caboclo


Canção do Caboclo

Nas águas correntes
Vidas novas
Terra úmida, sol quente
Viajando livremente
Encontrei nas águas
Caboclos em casas fincadas em água
Comiam farinha e peixes
E mais nada
Imensidão de aves bonitas
Araras,tucanos,macacos pulando...
O homem remando
Mas preso ficando
Nas correntes das águas
Suas heranças deixadas
Caminhos de igarapés
Sem vizinhos
Sem cercas
Os pés molhados
Uma vida amarga
Um mar doce e mais nada

Nenhum comentário:

Postar um comentário