quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Tolerância


Havia cavernas
Em meus achismos
No escuro tropecei
Eu me basto
Eu me acho
Gato e guizo
Quem quer se arriscar?
Atire a primeira pedra
Quem já foi vidraça
Tolerância eu quero
Como conter o perigo
Sem água, sem pão
Perpetuei conhecimento
Sem fundamentos
Falar e nada dizer
Dizer e nada viver
A dúvida como premissa
O que fazer?
Eu e meus achismos
Como saber sobre a luz
Vivendo em uma caverna?
Platão já dizia...
Cristo quem melhor falou
Eu sou a luz do mundo
Nada há encoberto
Que não haja ser descoberto
Fatos que não se vê
A fé remove cavernas
Onde está o seu tesouro
Lá estará o seu coração
A Deus ou a Mamom
A quem quereis agradar ?

3 comentários:

  1. OI AMIGO J.F
    F*E*L*I*Z A*N*O N*O*V*O!!!
    A fé remove cavernas...
    Que 2011 seja prá ti um ano de FÉ.
    Muitas cavernas removidas na ORAÇÃO.
    Que DEUS te abençoe.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Olá primo de Deus e vitorioso!

    Pois é meu caro primo amado irmão em Cristo Jesus ...
    Parece que comigo!
    muitas vezes estamos em caverna e muitas gente não percebe, como eu
    tive que entrar em casulo para reconhecer que Cristo é unica luz valiosa e gratuita só não tem ele quem não quer. Plutão estava certo.
    Deus que proteja ai com os seus.

    Mariza Maravilha.

    ResponderExcluir
  3. Tem determinada hora em nossa vida, que temos de prestar atenção no caminho que estamos trilhando... é sempre bom analisar e ver a quem estamos servindo... o caminho as vezes é meio difuso, mas quando vamos ao encontro do nosso Pai, tudo se clareia...

    Noite de luz querido amigo.

    J.C

    ResponderExcluir