quarta-feira, 24 de março de 2010

Viagem


Em meu ágil transporte
Viajei...
Ao agreste , naquela casinha
Ouvi da avózinha
Histórias de ponto de cruz...
Cheiro de bolo e café
Conversas de renda
Retalhos de vida...
Já se foi meu amado
Mas não estou só
Cozinho, lavo e passo
Converso com o sol
Que vem de manhã
Com a lua as estrelas
Converso em silêncio...
Choro as lembranças
Dos meus sonhos bons!
Mostrou-me uma planta
Falou-me de um chá
Que muitos em vida precisam tomar
É bom para alma
Para os olhos também
E com biscoito
A conversa vai bem
Ser percebido e perceber também
Somos idosos e amamos tão bem...
Viajei ... você percebeu?

Um comentário:

  1. Belas postagens,
    fico extasiada lendo teus textos , mensagens , adoro a forma como vc coloca as situações,mais uma vez...
    Parabéns!!!!!
    Abraço

    ResponderExcluir

Desinteressante

Não as vejo no jardim, flores Com dores traçamos destinos Balas traçantes, mortes, triste instante Só noticias frias, sem poesia Cambale...