quinta-feira, 18 de março de 2010

Meu mundo


Em um quarto
De três por três
Em um mundo quadrado
De um sonhar tão distante
Mesa de pouco pão
Casa de Maria
Casa de João
Muita tristeza
Pouco feijão
Trepado em um andaime
Limpando janelas
Nos vidros ele se vê
Mas não se acha
A cidade aos seus pés...
Ela não o abraça
Maria e sua faxinas
O lixo de muitos
Seu luxo...
Não vão ao cinema
Não vão ao teatro
Não podem sorrir
Lhes faltam os dentes
Não podem dormir
Choram os meninos
A dor de uma falta
Falta remédio
Falta caderno...
Falta espaço
Em um trem lotado
Suas mentes viajam...
Em uma oração
As miganhas de um querer
Sonho de um puxadinho
Se não for assim
Senhor , por favor!
Livre nossos filhos das drogas.




4 comentários:

  1. Olá meu irmão Aguiar, a paz do Senhor meu querido.

    Aguiar, vou publicar seu tocante poema ‘Meu mundo’ no dia 25, no blog Cidadania Evangélica. E estou publicando seu poema ‘Palavras’ hoje, no Liricoletivo.

    Me perdoe se não tenho comentado no seu blog, e pela lentidão da resposta. É que realizo muitos trabalhos ao mesmo tempo, e além dos blogs todos que tenho que ‘alimentar’, estou organizando a antologia missionária e criando um novo blog. O tempo anda corrido!

    Deus lhe abençoe meu irmão!

    ResponderExcluir
  2. Olá, sr. Aguiar!
    Obrigada pelos comentários deixados no meu blog. Realmente não tenho tido tempo de alimentá-lo como gostaria, mas espero voltar em breve.
    Como o Sammis, também peço desculpas por não vir com frequência ao seu blog e pela demora nas respostas. Espero que compreenda.
    Deus o abençoe!

    ResponderExcluir
  3. Olá José,
    Esse é o mundo e a realidade de muitos... e estes sempre esperam pouco do mundo, da sua própria vida. Entender essa realidade e enxergá-la é difícil!
    Deus tenha misericórdia desses tais e de nós!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Nossa que realidade esse poema mostra
    A realidade da atualidade.
    Vc está de parabens. Muito bem detalhado e lindo
    Cheio de informações reais.
    Parabens.

    ResponderExcluir