sexta-feira, 16 de julho de 2010

Ansiedade


Vivo em um minuto
Mil anos
Meu falar
Para lembrar
Do que se tem
O melhor de se dizer
Um silêncio que se move
Hora de ação
Hora de oração
Seu ide, meu ir
Um sufocado grito
Dentro em mim
Sai e vai
Ruas, pés em poeiras
O cansar feliz
Caminhar para dizer
De quem sabe amar
A resposta
Para o teatro do tempo
E sua peça
Onde os mortos
Espancam a vida
Onde os vivos
Se eternizam
Há luz
E o que deixou a cruz
Voltará

Um comentário:

  1. O dia de ontem, como descreveu o salmista, é para Deus, como mil dias! Que possamos viver um dia na casa do Senhor e que seja eternamente!
    Esperemos para que Ele volte a nos buscar! Que sejamos pacientes e perseverantes no caminhar.
    Bj, Ju

    ResponderExcluir