sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

O novo


Nos fogos o comemorar
Nas taças as mesmices
Comemorar, as tolices
Celebrar os velhos hábitos
Nada muda... se nada muda
Se não nascer de novo
Nicodemos não irá saber
O que é o viver
Escola dos homens.
Não ensina viver
Tanta tecnologia
Tanta filosofia
Homem carne e silício
Lições de neuroses
Compulsão, híbrida ação
Homem e máquina
Só haverá um novo
O mudar por dentro
Não da água, não da carne
Nascer em espírito
Expirtar a soberba
Um renovar de mente
Buscar compreender
A vontade do Criador
Senhor do tempo
Do espaço
Na terra, no céu



3 comentários:

  1. Meu amigo,
    Que ao findar esse ano de 2010, você possa estar de coração aberto para receber e enfrentar um 2011 de paz e amor, pois a cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo. Que o novo ano que se inicia, possamos viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma benção de Deus.
    Adorei o post , adorei o blog está maravilhoso.
    Feliz 2011!!
    abraços
    Mari

    ResponderExcluir
  2. Meu estimado amigo, mais uma vez os seus pensamentos conseguem transmitir algo que aqui dentro de mim também esta a pensar. Não adianta um ano novo, quando não se tem uma renovação do ser, um recomeço próprio... sábias palavras!

    Também quero lhe desejar um recomeçar sereno e com os pés no chão. Fico grato a Deus por ter colocado em minha vida uma pessoa tão interessante e tão interessada no ser humano como um todo. Fico feliz por ter esbarrado em sua vida.

    Que seus desejos, esteja em sintonia com a vontade de Deus meu amigo.

    Abraços!!

    J.C

    ResponderExcluir
  3. Meu irmão, um feliz ano novo pra vc e toda a família! Já coloquei um poema seu no meu blog hein rsrs
    Fique com Deus!

    ResponderExcluir

Desinteressante

Não as vejo no jardim, flores Com dores traçamos destinos Balas traçantes, mortes, triste instante Só noticias frias, sem poesia Cambale...