quinta-feira, 16 de setembro de 2010

A luz


Quando não há luz
Há isqueiros na noite
A cidade é sombria
Não enxergamos
As flores no jacarandá
No galho, que belo!
No chão, que visão!
Não sorrimos para vida
Morremos a cada instante
Corremos atrás do vento
Do vil metal
Em vão construimos
Muros
Nos isolamos
A incerteza
Casas em areia
Uma droga de vida
Uma vida de droga
Não enxergamos as manhãs
Não construimos felicidade
A maciez de uma cama
Quem julga é a mente
Uma mente em paz
O dormir em folha de jornal
Não faz mal
Vida com luz
Viaja em amenidades
Um legado bom
Um viver marcante
Há certeza no chegar
Não é assim
Meninos e crack
Vagalumes em noite de morte
Dias em dores
Perdidos, parados
Um pesar
Pesadelos
Homens sem luz
Meninos sem Deus
Cidade em retalhos
Atalhos....não !
O Caminho para ver
Meninos não mais dores
Homens não mais morte
Com Jesus no olhar
Veremos jacarandás
Homens e flores
Um viver na Luz

8 comentários:

  1. Quando nossas folhas parecem faltarem ainda assim há uma luz que brilha dentro de cada um para fazer valer a pena viver e mostrar o real sentido da vida que sem Jesus ela perde sua essência!... Lindo poema meu amigo e sabe né? Sou seu fã!
    http://joselitootilio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Excelente!!
    Seus poemas são sempre atentos a vida... me transmite uma sensação de evolução tremenda... claro que tem uns que me atento mais vezes, e esse meu amigo é um deles...

    Grande abraço!!
    Que Deus continue lhe dando espasmos de inspiração para continuar nos brindando com tamanha maestria das palavras...

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pelas palavras no meu espaço voltado para a área acadêmica meu amigo, mas venho aqui lhe dizer que também tenho outro espaço... esse voltado para o dia-a-dia e pensamentos meus e de outros que acredito influenciar de alguma maneira a minha vida...

    Inclusive coloquei lá uma postagem sua... dê uma olhada nesse outro espaço, e se o achar interessante também siga-o de perto...

    Ta ai o endereço: http://juliocesarbh.blogspot.com/

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  4. Olá meu amado irmão Aguiar. Publiquei dois poemas de sua autoria lá no blog Poesia Evangélica.

    Que o Senhor continue a lhe inspirar meu irmão!

    Um abraço do Sammis

    ResponderExcluir
  5. adorei o texto, enquanto lia pensei, como é bom saber que existe pessoas no mundo que tem realmente a alma pura, como a sua.
    e a pessoa que falo no texto é a minha mãe.

    ResponderExcluir
  6. Por onde andas meu amigo? Meu poeta favorito? Seu silencio deixa um vácuo no espaço literário meu querido... Some não pois seus poemas nos alegra!Saudades!

    ResponderExcluir
  7. Há quem tenha como luz, a lua, e a casa a vastidão de uma rua, uma cama como jornal, e ninguém pra lhe dar carinho por perto... Quando a felicidade virá para essas pessoas? Quando cairá sobre elas o encantamento da vida?

    ResponderExcluir
  8. " Com Jesus no olhar, Veremos jacarandás; Homens e flores; Um viver na LUZ !!!"
    Aleluia! Levantei-me agora de uma oração, uma conversa em súplica À Divina Luz, Jesus. E me encontro com esse lindo poema. Que Deus o inspire sempre !

    ResponderExcluir