terça-feira, 7 de setembro de 2010

Bullying



A palavra do instante
A dor é constante
Atitude agressiva
Um direto ao peito
Um xingamento
Uma risada
A quem não é padrão
Nas escolas, nas estradas
O mais perigoso
Um bullying ferrenho
A aparência física
A raça, a classe social
Narciso só vê o que é igual
Um passar distante
Um gueto, uma gangue
Um olhar aos que nos olham
Um amar aos que nos amam
Um cyberbullying destruidor
Um xingar, um deboche
Uma risada de valentão
A triste humilhação
Um gentil em gentileza
Só com os seus
Um comportar
Adentrou aos templos
Infeliz amizade utilitária
Imundo é o mundo
Sem o amor de Deus

Um comentário:

  1. adorei o seu comentario! gostei muito do que escreveu, também lembrei de mim nesse sobre bullying, sofri isso no colegio durante uma longa data,e intendo bem como é se sentir menor que os outros.obrigada por se importar

    ResponderExcluir