sábado, 27 de fevereiro de 2010

Sonhos



A sanidade de criança
Que bom! faz bem...
Os homens são insanos?...
Criar palavras...ser criança
Me peguei falando com as formigas
E seres nas nuvens
Formam meu teatro
De um mundo infantil
Que se vai no caminho do brincar
Meu sonho é não crescer por dentro
Não quero emburrecer
Ser um infantil sempre
No balanço da mangueira
Ir até o céu
Colher o algodão das nuvens
Só depois navegar
Em um barco de papel
Quando o sol dormir
Quero ver sua cama
Quando ele acordar
Quero ver ele escovar os dentes
Se não escovar qual seu castigo
Quero sai pra fora...entende...
Em guerra de travesseiro
Brincar na chuva
Voar com os pássaros
E ver em cores
Bolas de sabão
Ser incapaz...infantil
Não tolo como os adultos
Quero sempre repetir
Os porques?...
A água do mar é tão salgada?
Peixe galo come milho?
Sonho sempre ser criança
Tento retento...
Em meus sonhos
Descobri...
Dos pequeninos é o reino dos Céus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário