sexta-feira, 20 de maio de 2011

Eu


Eu era muitos
Enquanto rolava o mundo
Um jovem querendo saber
O olhar e o rosto da bela menina
O coração acelerado
Olhava os cadernos...o que sonha?
Os olhos e seus mistérios
As moças me inquietavam
Um perfume de sonhar
Eu era muitos....
A espera de um sorriso
Meus sentimentos
Eu um vulcão confuso
Querendo viver um grande amor
No campo, na praia
As noticias eram de guerras
Eu era muitos
Como pais que perdem seus filhos
Nas guerras ....nas drogas...
Uma sucessão de sol e tempestade
Porque sofrem os inocentes?
Quer plante árvore, quer crie palavras
Porque esta guerra não tem fim?
Eu era muitos....
Um menino, um jovem....
Faço ainda hoje um pouco das idades
Eu sou muitos....
Mas como sonho ser um menino

2 comentários:

  1. Olá meu amigo tudo bem?
    É sempre um prazer ter a sua visita no espaço Antenado.

    Abraços meus!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu também ando em busca da menina que via quando olhava-me no espelho, a menina que sonhava, que sorria, que acreditava que algum dia tudo iria ser melhor.

    O melhor existe em nossas mãos e podemos fazê-lo quando quisermos, mas o sorriso nem sei se algum dia voltará para mim, deixei-o nas mãos irresponsáveis de um amor sem futuro.

    Ainda bem que tenho amigos... rs :) viu , meu sorriso voltou...

    Li o texto da amizade Aguiar, e já comentei também nele, teus poemas são lindos, são cheios de vida, são cheinhos de fés.

    Abraços para ti e toda família, oro sempre por vocês.

    ResponderExcluir