segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Um pouco


Há em nós um pouco do pó
O pó das galáxias, do infinito
Temos um pouco, vejo grãos
Temos pitadas de um muito
Da areia que já foi rocha
Temos o crepúsculo
Um pouco do dia, 
Um pouco da noite
O mesmo de nossa aurora
Temos um pouco da visão
Temos um pouco da cegueira
Um pouco do lobo,
Um pouco carneiro
Somos real, ilusão
Temos um pouco do saber
Um pouco de não saber nada
Temos um pouco da vida
Temos um pouco da morte
Apenas um pó do principio
Átomos, moléculas
No infinito um navegar...
Em  torno do sol
Dias de luzes, dias de sombras
Somos um pouco herói
Somos um pouco bandido
Somos um pouco do amor
Somos um pouco dos prazeres
Somos pouco em um viver
E vivemos muito pouco
Um grão de mostarda
Abstrato grão de fé
Aos poucos... O Eterno nos espera

8 comentários:

  1. Existe um pouco de maldade e de bondade em nós..
    Concordo com teu poema..
    abraço"

    ResponderExcluir
  2. Somos um pouco de tudo meu amigo, mas somos passageiros e rendemos glórias ao ser tão magnífico que nos criou e que seu nome seja sempre louvado e adorado, pois ele nos fez a sua semelhança, mesmo sendo nós feitos de pó.

    Que Deus abençoe toda sua família, hoje e sempre

    ResponderExcluir
  3. Meu amigo que Deus proteja você e sua família, tenhas um excelente fim de semana.

    ResponderExcluir
  4. Como sempre com belíssimos poemas. Somos uma grande mistura, um pouco de tudo mesmo.
    Um abraço!!

    ResponderExcluir
  5. Seu Aguiar já escrevi o inico da históriae ja postei"
    http://anamenires.blogspot.com.br/2013/01/uma-garota-de-sorte-parte-i.html
    quando puder, dá uma passada lá.. abraços

    ResponderExcluir
  6. Na verdade, meu amigo, em nós não existe um pouco de pó, somos o pó da terra mesmo. Seo Aguiar, muito obrigado pelas palavras de elogio ao blog e a mim particularmente. Esse carinho me fortalece para tentar melhor cada vez mais os blogs. Meu respeito e admiração.

    abraço

    ResponderExcluir
  7. Aguiar, olha eu aqui de novo! Dessa vez meu amigo, passei para agradecer suas palavras de carinho e elogio sobre o trabalho desenvolvido em meus blogs.

    Quero dizer a você que tento de todas as maneiras alem do humor que, muitas vezes, acabo expressando mesmo nos posts que tratam de assuntos sérios levar e ser útil à sociedade. Tento melhorar sempre.

    Também os blogs de poesia pode ser, com certeza, também portadores de denuncias de forma poética.

    Abraço,

    ResponderExcluir
  8. J.Araújo é isto a prosa e os versos nos fazem refletir... quem somos
    que legado estamos deixando para as outras gerações... se não for assim não há sentido há muito por se fazer para melhorar os nossos dias... não podemos nos conformar com esta situação, tens feito sua parte com dedicação eu tenho visto... continue!!! forte abraço meu amigo!

    ResponderExcluir