quinta-feira, 14 de junho de 2012

Em um Canto


Tenho chorado
Não é figura
É linguagem de uma dor
A semente do amor
Não sei, fora pisada
Minha esperança
Homens crianças...
Os homens de pedras...
Tenho chorado
Estou desfigurado
Minha intenção
Plantar e colher
Há inverno nos homens
Minha semente
Entre o asfalto e a calçada
No canto de uma marquise
Irá brotar?
Um menino me diz
Tio que frio...
Minha semente
Trigo...somente
Trigo semente
Abrir a mão
Minha intenção
Minhas lágrimas
Gotas de ação
Pão para o corpo
Pão para a alma
Há fome
Com nome
Sobre nome...
João Ninguém
Da boca ao coração
Se o pão germinar
Haverá um outro ser
Com nome e sobrenome
João Filho de Deus.

5 comentários:

  1. Sempre com ótimos poemas...
    Parabéns!!
    Que bom seria se todos plantassem
    a semente do amor no coração...
    VIVA a poesia.
    Deus abençoe sempre a sua mente
    para nos presentear com tão sábias palavras.

    E dia (25/06) às 21:00 horas, estreia no meu
    blog a Web Novela "TETO DE VIDRO".

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    Um abraço!!

    ResponderExcluir
  2. Que liiiindooooo!!! Me emocionei, irmão! Seus poemas... como sempre... maravilhosos!... E falam de coisas de total relevância. No caso... nossos meninos abandonados e a fome do corpo e a da alma! Precisamos mesmo abrir nossos olhos e enxergar nosso próximo!
    Parabéns, irmão, pelo poema e pela sua sensibilidade!
    Deus te abençoe e a Paz de Cristo! Abraços...
    De sua irmã e amiga: Josy

    ResponderExcluir
  3. Muito Linnnnnnndo!!!!
    Que Deus contiunue te inspirando cada vez mais poeta.
    Parabéns pelas poesias.
    também amo escrever e ler poesias.
    te convido para participar do meu cantinho de poesias.
    http://poeartes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ione obrigado pela visita, quando eu vi o nome
      eu pensei que fosse minha irmã tenho uma irmã que mora em São Paulo que se chama Ione, fique a vontade volte sempre, tentei postar comentário em seu blog, não consegui, como fazer? eu passei lá gostei! fica com Deus forte abraço a você e aos seus. A Paz!

      Excluir
  4. Seu Aguiar,confesso que estava um pouco ausente com os comentários. Isso não quer dizer que eu não vinha aqui. Mas, se não deixarmos um rastro de palavras fica dificil saber né! Como sempre o senhor poetizando.

    abraço,

    ResponderExcluir