quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Gavetas


Nas gavetas não se prendem
Sentimentos, pensamentos
O que criança fala é bom escrever
Algo muito mais feroz que as traças
Cupins não entende as metáforas
Metáforas entende os Cupins
Eles podem comer o papel
Eles podem comer os versos
A poesia jamais
No obscuro, há luz
Em gavetas estão os sonhos
Apenas a espera de asas
Voar por todos os cantos
Para nos intrigar
Com perguntas sem respostas
Eu quero entender
Vietnã seus inocentes
Eu quero entender
O homem na lua
Marcas sem futuro
Seremos os primeiros
Perguntas sem respostas
Respostas sem perguntas
Morre quem for pacifista
Na luta de seu sonho
Nas gavetas dos generais, guerras
Na de Luther a paz
Não há vencedores
Perdemos no olhar
Podemos no observar
O que a criança fala
Homem não escreve
Continuam em gavetas
Pesadelos...
Não podemos dormir
Em lágrimas...
Buscamos respostas
Para quem este mundo?
Para os meninos homens
Ou homens meninos?

8 comentários:

  1. É gratificante vim aqui em aprender mais um pouco com vc. primo, realmente a sabedoria jamis é roída pelas traças de nossas vidas, e de nossa história, pode mesmo até queimarem a bíblia, mas jamais acabará a mensagem que nela se encontra assim também é em todo os nossos poemas, pensamentos, versos, que mesmo quando criança escrevemos e nos dia da nossa velhice encontramos as nossas escritas amarelada ou até mesmo traçados pelas pragas, e isso aconteceu tbm. comigo os cadernos de hinos de minha infância tribulada, mas encontrei amarelada até mesmo com odor da praga, mas lá estava marcado a minha infância. Agradeço a Deus por você e sua família existir em minha história creio que foi o proposito de Deus, para hoje podermos dividir os nossos ideais e mais ainda caminhando com Cristo Jesus.
    A Paz do Senhor para ti primo e para toda nossa família.

    Mariza Maravilha
    em
    http://crenabibliaapalavrapura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mariza, obrigado por sua atenção prima,
      obrigado pelo eu olhar para com os meus textos
      Deus seja contigo sempre, forte abraço!

      Excluir
  2. Olá, andei sumido mas resolvi voltar aqui e ler os seus textos. São ótimos, tocantes. Gostei da parte que diz: "Em lágrimas... buscamos respostas". E o poeta é um eterno sofredor que procura as respostas para os seus tormentos. Parabéns!!

    ResponderExcluir
  3. Que texto. As gavetas q escondem tantos sonhos, tantos medos. Parabens peln texto. Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Olá,são lindos seus textos,principalmente As gavetas,são tocantes suas palavras,foi muito gratificante,espero ter tempo sempre para dar uma passada por aqui,que nosso SENHOR continue abençoando-o,e obrigada pela tua força e pelas tuas palavras.Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. É verdade meu amigo, precisamos de um novo futuro, então que comecemos a mudar os nossos destinos, tendo mais fé, acreditando no sacrifício de Jesus... Mantendo a palavra viva!

    ResponderExcluir
  6. Texto lindo, meu amigo! Vamos abrir as gavetas e dar asas a nossos sonhos!
    Ainda bem que você é generoso e abre as gavetas e o coração para compartilhar com a gente...suas ideias, seus sentimentos. Obrigada, amigo poeta! Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. Não vivemos sem Jesus primeiramente,nem sem Poesia!
    "O que a criança fala
    Homem não escreve"
    ...EH! ás vezes não damos importancia para pequenas coisas,
    mas é nas pequenas coisas que podem surgir grandes sonhos realizados,basta dar-mos asas.

    ResponderExcluir