quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Alguns instantes


Passei em sua vida
Por alguns instantes
Nada fora como antes
O olhar não fora o mesmo
O riso não fora o mesmo
Não se repetem
Os mesmos passos na areia
Nada fora como antes
As pedras que jogamos
No mesmo lago
De águas calmas
Seus círculos...
Não foram os mesmos
O hoje não será como ontem
Por alguns instantes
Olhe para os meus olhos
Há uma lágrima de felicidade
Você passou em minha vida
Por alguns instantes
Sonhei brincar na chuva
Por uns instantes
A água nos molhou
Risos... a dança
Alguns instantes
A felicidade contigo
Alguns instantes
Seu olhos, seu corpo
Sua voz dizendo
Fique alguns instantes...

4 comentários:

  1. LINDO!
    Realmente nada se repete!
    Nem esmo os nossos pensamentos.
    Parabéns meu primo e irmão em Cristo.
    as verdade serena e sincera se transmite nesse
    lindo poema.
    Fique na Paz. e divulgo lá no FB.

    ResponderExcluir
  2. Nosssa.
    Que poema.
    Amei mesmo!!!
    Lindo, lindo.
    Parabens
    Por alguns instantes quase choro. rsrs

    ResponderExcluir
  3. Posso aprender sabiamente com este poema.
    Obrigada por sabias palavras poéticas amigo Aguiar

    ResponderExcluir