quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Verso e reverso



Fui a casa do João
No terreno do lixão
Uma telha sim outra não
Parede em desalinho
Não há janela, paisagem não é bela...
Becos de poeiras, esgotos a céu aberto
Clamam por solução
Um poste bem ao lado
Um luz bem fraquinha
Clareia os rostos dos atores
Da última festa cívica
Um cartaz com a foto
Para prefeito Amigo de Si
Andei com meu olhar ao redor
Lá em um beco sem saída
Três menores em suas mãos a sentença
O fuzil, que não dá segurança
A pistola da morte
O cigarro que mata as famílias
Eu e minha mochila de conceitos
Na parede de um casebre
Os dizeres: vendo cloro e cocada
Cerveja e 51
Pipa e picolé
Vou a outra casa ,antes de me servirem
um copo d'água, olho para água!!!
Me lembro o que mata não é o que entra pela boca
As lágrimas deste povo eu julgo
Eu com minha mochila de conceitos
Com, préconceitos mal feitos
Na calçada de terra um menino brinca
O carrinho de três rodas o motor em sua boca
Viaja ...Deus sabe aonde
Ele era imagem da felicidade
Buzinou para não me atropelar
Sorriu e foi embora
Uma menina sujinha tadinha
Com umas fotos em suas mãos:
Aurora boreal e um arco-íris
Perguntei-lhe o que era aquilo
Ela com a sabedoria infantil
-Estas aqui são as avenidas coloridas
que me leva para outra cidade (arco-íris)
-E esta outra estrada é a que me leva até o sol (aurora boreal)
Silenciei-me, veio as lágrimas...
-O que você vai fazer lá na outra cidade?
- salvar a minha boneca ela está chorando
-E lá no sol o que você irá fazer
-Vou chupar bastante picolé
Pensei um pouco, quando os homens virão
Aqui ? depois da Olimpíada de 2016 ?
Depois que os deuses do Olimpo forem reverenciados?
Lá não estarão no pódio estas crianças
E as nossas perderam a oportunidade de correrem juntas
Choremos em nossos sonhos...
Ao sair desta comunidade um panfleto pisado pelos homens, dizia:
A procura de algo novo?
"Se pois o Filho vos libertar verdadeiramente sereis livres.
Eu vim para que tenham vida e tenham com abundância"
João 8;36; 10:10 palavras de Jesus.

3 comentários:

  1. Realidade que pisamos, realidade que não queremos ver. Perguntam pelo Salvador... onde está? Que não move os homens para amar, para dar-se ao outro como Ele se deu na cruz... o Salvador onde andará? Que as orações dos perseguidos não conseguem alcançar? Eis que nós somos o salvador, os sacerdotes do Rei dos reis. Ide e pregai diria o Senhor... idei pregai, alimentai, estendei a tua mão ao outro, sejas para ele o que sou para ti! Linda poesia, Deus o abençoe meu irmão!!! Ju

    ResponderExcluir
  2. Foi muito bonito apontar a realidade que vivemos, porém ainda existem muitas pessoas sem Cristo, o que poderia realmente mudar o quadro descrito.
    Que Deus te abençõe.
    Do Irmão em Cristo Elcio.

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito das imagens!! Belíssimo, como o senhor usa as imagens e elas calham bem com o que escreve!
    Lindo!

    ResponderExcluir